sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Merwedeplein 37

   Antes de viver escondida no anexo, a Anne viveu num bairro nobre da cidade. Desta vez, decidimos descobri-lo, ver onde a Anne passeava, onde estudava, onde brincava, espreitar a livraria onde o pai comprou o diário que depois a revelou ao mundo.
   Rivierenbuurt é um bairro muito bonito, tranquilo, praticamente desconhecido dos turistas. Talvez por isso o ambiente que se respita aqui é de paz e tranquilidade. Já vos disse que gosto muito de conhecer locais que não estão publicitados nos circuitos turísticos, não já? :-) 
   A  casa (Merwedeplein 37, no segundo andar) não está aberta a visitas: segundo li,  pertence a uma  ONG que recebe escritores refugiados.
   No Youtube é possível encontrar um vídeo com uma breve aparíção de Anne numa destas janelas: Vejam aqui. 





 A Anne também lá está, claro. Acarinhada pela vizinhança que nunca a deixa estar sem flores :-)


   Descobrimos que a memória desta família continua presente: em frente à sua casa, na calçada, é possível encontrar estas placas douradas.
   Estas pedras são chamadas de Stolpersteine (Pedras da Memória) . E um projeto do artista plástico Gunter Demnig, que tem como objetivo criar monumentos memoriais para relembrar as vítimas do nazismo. Cada uma destas pedras contém uma inscrição individual. E são fixadas na calçada diante da antiga moradia da vítima.
   E por todo o bairro é possível encontrar outras tantas semelhantes. 

Aqui viveu...
Data nascimento...
Data de quando se esconderam...
Data da prisão...
Em que campos de concentração esteve ...
Onde morreu ... / Se sobreviveu  







Deixo-vos alguns inks muito interessantes sobre este tema:

Inside Anne Frank's Real Home 
Anne Frank apartment virtual tour, Merwedeplein
As Stolpersteine


Sem comentários:

Enviar um comentário